AO VIVO
Menu
Busca sábado, 15 de maio de 2021
Busca
São Paulo
21ºmax
14ºmin
Diário Popular Super
Correios
POLÍTICA

PF investiga superfaturamento de camas hospitalares no Tocantins

Prejuízos podem chegar a mais de R$ 7 milhões

18 setembro 2020 - 10h40Por Martha Alves*

A Polícia Federal deflagrou nesta sexta-feira (18) a Operação Cama de Tut para investigar o superfaturamento no processo de compra de 590 camas hospitalares pelo governo do Tocantins.

Trinta policiais federais cumprem seis mandados de busca e apreensão, todos expedidos pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região, nas cidades de Palmas (TO) e São Paulo.

Os agentes verificam, além de novas provas, a entrega dos bens adquiridos e o suposto pagamento de vantagens indevidas. Os prejuízos com o superfaturamento podem chegara mais de R$ 7 milhões.

Os investigados são suspeitos de fraudar o processo licitatório conduzido pela Secretaria Estadual de Saúde, alienar os leitos com valores aproximadamente 227% superiores aos praticados pelo mercado e pela própria empresa que venceu o certame, segundo a PF.

O grupo poderá responder pelos crimes de fraude a licitação e peculato, cujas penas somadas podem chegar a 16 anos de reclusão.

A operação foi chamada de Cama de Tut em referência ao luxuoso leito do faraó Tutancâmon.

 

* Com informações da Agência Brasil