Menu
Busca quarta, 24 de fevereiro de 2021
Busca
São Paulo
32ºmax
21ºmin
Control
Internacional

EUA acusam hackers, supostamente ligados ao Irã, de ataques para roubo de informações

País impôs sanções e bloqueou bens de empresa com sede no país

17 setembro 2020 - 12h52Por Jennifer Vargas*

Os Estados Unidos divulgaram nesta quinta-feira (17) uma série de sanções contra um grupo de hackers supostamente ligado ao ministério de Inteligência do Irã.

"Escondido por trás de uma empresa de fachada, a Rana Intelligence Computing Company, o governo do Irã empregou uma campanha de malware que teve como alvo dissidentes iranianos, jornalistas e empresas internacionais do setor de viagens", disse o comunicado do Tesouro americano.

Steven Mnuchin, secretário da pasta, informou que o regime iraniano usa o ministério da Inteligência para intimidar empresas e civis e "fazer avançar sua agenda desestabilizadora em todo o mundo". "Os Estados Unidos estão determinados a conter as campanhas cibernéticas ofensivas, destinadas a colocar em risco a segurança e causar danos ao setor de viagens internacionais", completou.

Como resultado das sanções, todos os bens nos EUA de indivíduos ligados à Rana estão bloqueados.

*Com informações da AE