AO VIVO
Menu
Busca sábado, 22 de janeiro de 2022
Busca
São Paulo
32ºmax
19ºmin
Diário Popular Super
Correios
Geral

Força Nacional realizou 86 operações em 2021

Tropa completa 17 anos nesta segunda-feira

30 novembro 2021 - 08h00Por Redação

A Força Nacional de Segurança Pública realizou 86 operações em 2021. É o maior número de missões desde que a tropa foi criada em 2004 e completa 17 anos nesta segunda-feira (29). Atualmente, 30 operações estão em andamento em todo o país.

Quanto às operações em andamento, há ações de policiamento ambiental e combate a incêndios florestais, com atuação em terras indígenas; preservação e repressão de crimes urbanos e rurais; apoio a investigações e atuação em fronteiras. 

“Com um efetivo treinado e preparado para dar uma pronta resposta em diversas frentes na segurança pública, a Força Nacional tem atuado com excelência em diferentes frentes de Norte a Sul do Brasil”, disse o ministro  da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres.

Em 2021 foram investidos mais de R$ 40 milhões na aquisição de equipamentos de segurança pública para entrega aos estados, em contrapartida à disponibilização de profissionais que atuam na Força. 

A Força Nacional é composta por policiais militares, bombeiros militares, policiais civis e profissionais de perícia dos estados. O grupo atua em fronteiras, presídios, reservas ambientais, áreas indígenas, policiamento ostensivo e em situações de Garantia de Lei e da Ordem (GLO). Eles trabalham, por exemplo, no combate à criminalidade, em missões humanitárias e em operações ambientais.

Na área ambiental, em 2021 foram realizadas mais de 1,6 mil ações de prevenção e repressão a crimes ambientais em apoio aos órgãos ambientais do governo federal e aos governos estaduais. Dados oficiais indicam que aumentou em 57% o número de ações ambientais da Força Nacional, de janeiro a outubro deste ano, em comparação com o mesmo período de 2020.

As operações em terras indígenas, também consideradas de cunho ambiental, tiveram apoio no combate a extrações ilegais de madeira, caça e pesca proibidas, garimpos, entre outros. 

Quanto às missões humanitárias, o Governo Federal disponibilizou profissionais para o Haiti, entre eles, agentes da Força Nacional de Segurança Pública, que auxiliaram na assistência médica à população e no trabalho de avaliação de estruturas condenadas após o terremoto que atingiu o país em agosto, deixando mais de 2 mil mortos e centenas de desabrigados.

No combate à criminalidade, a Força Nacional participou, por exemplo, de apreensão de drogas, atuou em cidades que sofreram ataques de criminosos, como Manaus e outras cidades do Amazonas em junho e no estado do Mato Grosso do Sul em fevereiro, em presídios e na segurança das fronteiras.

Fonte: Agência Brasil