Menu
Busca quinta, 25 de fevereiro de 2021
Busca
São Paulo
26ºmax
20ºmin
Livros

Quando a Mitologia entra na História

Circe: Feiticeira. Bruxa. Entre o castigo dos deuses e o amor dos homens

23 fevereiro 2021 - 10h28Por Elaine

Por Elaine Gomes

 

A literatura tem muitas funções. O encantamento é um deles.

Este livro entrega a promessa de transportar o leitor, e o que é melhor: como transita com a maior naturalidade por mitos e heróis mitológicos, ainda instiga que o leitor mais ávido e curioso se aprofunde na leitura sobre mitologia para saber mais sobre o motivo de cada romance ou desavença entre deuses olímpicos, titânicos ou mortais.

Madeline Miller, a autora, é uma americana que estudou literatura clássica, latim, grego e é especialista nos clássicos de Shakespeare.

Seu livro anterior, A Canção de Aquiles, levou dez anos para ser finalizado (conta uma versão da Ilíada, pelos olhos de Pátroclo: o jovem herói, guerreiro e amante de Aquiles). Esse romance de estreia lhe rendeu o prêmio Orange de literatura 2012. Miller foi a primeira mulher a recebê-lo.

Publicado no Brasil pela Editora Planeta, e traduzido por Isadora Prospero, Circe conta a história de uma ninfa filha deus Hélio (Sol), renegada e subestimada pelos pais e irmãos, mas que acaba se descobrindo uma feiticeira hábil e intuitiva. Um a um, Madeline traz Hermes, Ulisses (Odisseu) Apolo, Zeus, Medéia, Jasão, Dédalo e seu filho Ícaro e o Minotauro para dentro de um romance cheio daquela realidade mitológica maravilhosa e surpreendente. Entre perdas e ganhos, Circe amadurece talentos, domina sua Ilha, garante seu papel em muitas lendas e o livro se torna aquelas leituras das quais você não consegue desgrudar.

A habilidade na construção das personagens e a profundidade dos dilemas e reflexões de Circe, nos remetem à Morgana de Marion Zimmer Bradley (Brumas de Avalon) como uma homenagem após mais de quatro décadas. Mas Circe é mais ousada, mais forte e menos boa moça. Circe é poder feminino épico. Dos bons.

 

Circe: Feiticeira. Bruxa. Entre o castigo dos deuses e o amor dos homens

Madeline Miller – tradução de Isadora Prospero

Editora Planeta Minotauro

369 páginas