AO VIVO
Menu
Busca segunda, 27 de setembro de 2021
Busca
São Paulo
30ºmax
15ºmin
Coluna

Exército de Robôs - O último limite na Automação Tecnológica no Brasil

Como milhões de robôs saíram às ruas no 7 de setembro para simular um apoio à liberdade e contra os abusos de poder

08 setembro 2021 - 15h15

Como milhões de robôs saíram às ruas no 7 de setembro para simular um apoio à liberdade e contra os abusos de poder

Exército de Robôs - O último limite na Automação Tecnológica no Brasil

Androides programados para ser gado obediente e servil.

Robinson Daniel @robDriller

É impressionante a evolução tecnológica que assistimos ontem durante o feriado cívico nacional de 7 de setembro nas principais cidades do país, sobretudo me Brasília e São Paulo: com a presença do Presidente Jair Bolsonaro, os testes de comando e submissão foram validados com sucesso.

Androide é o termo que serve para designar qualquer ser que tenha a forma de um homem, em contraponto à palavra ginoide que serve para designar seres de forma feminina.

Entretanto, por seu uso em várias obras de ficção científica, o termo passou a ser usado mais especificamente para descrever robôs com aparência humana. O mesmo não ocorreu com o termo ginoide, sendo muito poucos os livros e filmes a usarem esse termo para descrever robôs com aparência de mulher. Assim, o termo androide acaba sendo usado também para descrever os robôs de forma feminina.

Não tem nada a ver com discriminação de gênero!

Porque esses robôs humanoides tinham o aspecto tão humano, que gritavam, reclamavam do sol e da sede, do cansaço, e alguns choravam de emoção. Quando anunciaram a iminente presença do Presidente na Avenida Paulista, estes robôs pareciam entraram em êxtase.

A tecnologia é tão realista que, por um instante, tudo parecia real. Num dos raros momentos de folga, eu que estava lá, e supostamente não sou um robô, vi a manchete na TV no saguão de um hotel próximo de que milhares de pessoas se reuniam em protestos antidemocráticos por todo o país.

Por um breve momento, pensei que eu estava delirando e, por pouco não me convenci de que esses robôs super avançados não eram pessoas reais se passando por autômatos programados para agir como gado servil. Que ilusão a minha!

Por sorte, profissionalmente sou da área de Automação Industrial e Robótica. Não tivesse a experiência que tenho, teria sido facilmente iludido achando que pessoas reais e insatisfeitas com os desmandos do STF e da ameaça à liberdade de expressão tivessem alegremente participado de um verdadeiro ato cívico nacional, pelo orgulho de ser brasileiro.

Quase caí nessa! Dizia sempre minha mãe: “Estude menino!”. Não tivesse lhe dado ouvidos, eu teria sido ludibriado.